segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Inside my Bag

Na maioria das vezes, nunca sei o que colocar dentro da bolsa. Ponho apressadamente muitas coisas que me parecem ser úteis e acabo por ter imensas dificuldades em encontrar o que realmente  preciso. Acredito que muitas de nós passem  por isso, mesmo as mais organizadas. Isto não é nada "fashion"!
Eu, definitivamente, não pertenço ao grupo das mais organizadas. No entanto, não prescindo de ter algumas coisas comigo ao sair de casa:


1. CHAVES DE CASA

É o primeiro item que coloco na bolsa e também o mais importante. É  aquele objecto que me permite voltar atrás e buscar algo que me possa ter esquecido. 
Note-se que é especialmente relevante para quem mora sozinho. Imaginem a situação de se esquecerem da chave no interior de casa. Já me aconteceu e foi um aborrecimento. Lembrem-se que mandar arrombar não é barato e tentar arrombar pode provocar estragos, na porta e em mim.
Para evitar estas situações, deixem uma suplente com alguém da vossa inteira confiança (mesmo de confiança,ok?!). Não aconselho nada a deixar chaves no exterior da casa. Vocês sabem bem do que estou a falar, não é verdade?!... Dentro de vasos, debaixo do tapete... Vá lá, deixem-se disso! Os "amigos do alheio" já conhecem esses esconderijos.  Só estou a dizer... 
Também não recomendo andar com a morada no porta-chaves, pois podem esquecer-se delas fora de casa.
Ah, e muito importante, tranquem sempre a porta, por razões de segurança, mesmo que seja para "ir ali e já voltar".


2. DOCUMENTOS
Não interessa para onde vou. Levo sempre o meu Cartão de Cidadão. A propósito, é muito prático, porque tem um formato mais pequeno do que o B.I. antigo e ainda tem várias documentos num só. É obrigatório andar sempre com identificação e, além disso, pode ser útil em diversas situações: quando é solicitado por um agente da autoridade ( não é frequente, mas acontece); entrevista ou candidatura de emprego; levantar encomendas nos correios e cheques no banco; comprovar a idade, especialmente quem não aparenta a que tem; etc...

Outro documento importante é o meu título de transporte, ou seja, o passe. Por vezes este item é substituído    pelas chaves do carro, dependendo do sítio para onde vou. Em termos de transporte,  também costumo trazer sempre comigo a carta de condução, mesmo quando não saio de carro. Vai que a minha boleia se sente mal (ou bebe demais!).

3. DINHEIRO E CARTÕES
Levo algum dinheiro (quando tenho algum em mãos) e cartão/cartões multibanco, para uma eventualidade, pagamentos ou compras essenciais. Não é para me armar em louca, logo em tempos de crise! Apesar de, por vezes, as minhas "compras essenciais" não são tão essenciais assim... Se é que me entendem...
A minha lista de cartões também inclui diversos cartões de cliente e vales de produtos, pois permitem-me usufruir de alguns descontos.

4. o maldito ou bendito TELEMÓVEL
O meu tem agenda e gps. É muito útil.
Sou do tempo em que não existia telemóvel, mas parece que não vivo sem esse "aparelhinho". Já saí de casa sem ele e, acreditem...não morri!

5. VAIDADES ou não
Espelho, lenços de papel/toalhetes/pensos, baton ou gloss. Sempre!
Por vezes trago também um pente ou um creme de mãos.

É "só" isto! Vendo bem, levo a casa toda atrás... Não sei mesmo como os homens conseguem.
E, para terem onde atirar as tralhas que querem levar, deixo-vos algumas sugestões de bolsas. Algumas podiam ser maiores... Mas, meninas... cabe lá o indispensável.



Se gostou disto, poderá também gostar de: